22 setembro, 2009

Como a resiliência pode ajudar na frustração?

Essa pergunta me foi feita em sala de aula.
Buscando uma boa definição sobre a palavra resiliência, fiz uma grande descoberta! Esta palavra não existe no Aurélio (Software versão 5.12.81) que já foi revisado para as novas regras de nossa língua. Então como buscar significado para uma palavra que não está definida em nosso dicionário?
Inevitavelmente busquei minhas respostas no mundo virtual.
Definem a palavra resiliência como a capacidade do indivíduo lidar com problemas, superar obstáculos ou resistir à pressão de situações adversas - choque, estresse, etc. - sem entrar em surto psicológico. No entanto, em casos particulares lidar com isso se torna extremamente difícil. O exemplo da mãe que perde um filho apresentado em sala deixa isso muito evidente. Como este indivíduo após sofrer tamanho choque e frustração pode fazer para deixar de entrar em um surto psicológico, ou seja, buscar a resiliência? Por mais que o indivíduo queira vencer, essa tomada de decisão envolve vários contextos.
Assim entendido, pode-se considerar que a resiliência é uma combinação de fatores que propiciam ao ser humano, condições para enfrentar e superar problemas e adversidades. Mas como a resiliência pode ajudar a combater a frustração?
Tomando por base que a frustração é uma emoção que ocorre nas situações onde algo obstruí de alcançar um objetivo pessoal e que quanto mais importante for o objetivo, maior será a frustração. A frustração pode ser comparável à raiva. Elas podem ser internas ou externas, sendo que as internas envolvem deficiências pessoais como falta de confiança ou medo de situações sociais que impedem uma pessoa de alcançar uma meta e as externas envolvem condições fora da pessoa tal como uma estrada bloqueada, falta de dinheiro.
Em termos de psicologia, o comportamento passivo-agressivo é um método de lidar com a frustração. E de um modo geral, precisamos nos tornar mais resilientes para conquistarmos maior resistência à frustração.

5 comentários:

  1. Meu Deus!
    Isso é muito complexo! Terei que ler no mínimo mais umas 3 vezes, muito pausadamente se quiser compreender bem o que você escreveu!
    Estou com a cabeça meio fora do ar!


    Bjos

    ResponderExcluir
  2. Oi amooor,

    Hhuauahahahua...
    Caraca isso ficou na sua cabeça mesmo hein...

    Mta filosofia pra mim ahuauh..


    TE amo!
    Bjs!

    ResponderExcluir
  3. Oi. Você cursa o que?!?

    Nunca tinha ouvido falar em resiliência e fiquei apavorada por ver que tenho déficit quando se trata disso.

    Vou procurar o equilíbrio.
    Valeu pela ajuda...

    ;)

    ResponderExcluir
  4. Anônimo7/4/11 20:20

    É, pelo que entendi, então, ser resiliente é uma maneira positiva de superar as frustações, pode-se dizer que ser resiliente é como se nos colocassemos na posição de um "bambu" que se enverga todo de um lado para o outro nop meio da ventania, mas, sempre fica de pé, não se quebra à toa..... Entendo ainda que ser resiliente é ser forte para superar os obstáculos é se encaixar nas novas situações e mudanças de uma forma mais tranquila, é isso mesmo????

    ResponderExcluir
  5. Resiliência vem da física,sobre materiais resistentes.A psicologia fez analogia entre frustrações e a capacidade da mente de suportá-los sem perder a razão.
    Nietzsche disse que "O que não mata,fortalece"

    ResponderExcluir

Oieeee...
Neste blogspot o livre arbítrio está ativado, ok!?

Obrigada por seu comentário!
Irei retribuir o mais breve possível.