23 julho, 2009

Brasileiro reclama de quê, afinal?


- Saqueiam cargas de veículos acidentados nas estradas.
- Estacionam nas calçadas, muitas vezes debaixo de placas proibitivas.
- Estacionam em vagas exclusivas para deficientes.
- Subornam ou tentam subornar quando são pegos cometendo infração.
- Subornam garçons em festas só para serem mais bem atendidos.
- Trocam votos por qualquer coisa: areia, cimento, tijolo, dentadura.
- Falam no celular enquanto dirigem.
- Trafegam pela direita, nos acostamentos num congestionamento.
- Param em filas duplas, triplas em frente às escolas.
- Violam a lei do silêncio.
- Dirigem após consumirem bebida alcoólica.
- Furam filas nos bancos, utilizando-se das mais esfarrapadas desculpas.
- Espalham mesas, churrasqueira nas calçadas.
- Pegam atestados médicos sem estar doentes, só para faltar ao trabalho.
- Fazem gato de luz, de água e de TV a cabo.
- Registram imóveis no cartório num valor abaixo do comprado, muitas vezes irrisórios, só para pagar menos impostos.
- Compram recibos para abater na declaração do imposto de renda, para pagar menos imposto.
- Mudam a cor da pele para ingressar na universidade através do sistema de cotas.
- Quando viaja a serviço pela empresa, se o almoço custou 10 pede nota de 20.
- Comercializam objetos doados em campanhas beneficentes pós-catástrofes.
- Adultera o velocímetro do carro para vendê-lo como se fosse pouco rodado.
- Compram produtos piratas com a plena consciência de que são piratas.
- Substitui o catalisador do carro por um que só tem a carcaça...
- Diminuem a idade do filho para que este passe por baixo da roleta do ônibus, sem pagar passagem. (Sem contar o exemplo da mentira pública para a criança)
- Emplacam o carro fora do seu domicílio para pagar menos IPVA.
- Frequentam os caça-níqueis e fazem uma fezinha no jogo de bicho.
- Levam das empresas onde trabalham, pequenos objetos como clipes, envelopes, canetas, lápis, etc, como se isso não fosse roubo.
- Comercializam os Vale-transporte e Vale-refeição que recebem das empresas onde trabalham.
- Quando voltam do exterior, nunca falam a verdade quando o policial pergunta o que trazem na bagagem...
- Quando encontram algum objeto perdido, na maioria das vezes não devolvem.
- Sempre querem que seus patrões entrem em acordo pra liberar o FGTS e ainda conceder a guia pra receberem o seguro desemprego e só querem que voltem a assinar a Carteira depois que acabar de receber o seguro.

E querem que os políticos sejam honestos, se escandalizam com a farra das passagens aéreas e outras barbaridades. Esses políticos que aí estão saíram do meio desse mesmo povo. Ou não?

Brasileiro reclama de quê, afinal?

6 comentários:

  1. É aquela coisa!

    Falar mal é sempre mais fácil do que aceitar o erro. Dar o braço a torcer está fora de cogitação nessa nossa "sociedade inteligente". (;

    Legal o texto!

    ResponderExcluir
  2. Essa menina é um ser pensante!
    Gostei das mudanças feitas no blogger, clean e lindo, e os textos continuam ótimos.

    [Não, nenhum filme os mostrou monitor, na verdade falaram sobre a função mas não mostraram eles atuando. Outro detalhe, não mostrou Grifinória levando a taça de quadribol o que eu acho injusto já que bom, eles perseguem esse objetivo a série toda...]

    ResponderExcluir
  3. Verdade, Brasileiro reclama de quê?
    E o pior, as mesmas pessoas que fazem "cagadas" são as que reclamam.
    tem que colaborar tbm, né?

    ResponderExcluir
  4. Realmente...

    Antes de reclamar devemos rever nossos conveitos.

    Te amo!
    Bjs!

    ResponderExcluir
  5. Eh amiga, infelizmente no Brasil acontece de tudo, aqui em Belo Horizonte, até a delegacia foi assaltada é mole? Rs... Brasileiro arruma uma desculpa para tudo e se safar... O blog ficou um mimo, muito fofo! Beijoca!

    ResponderExcluir
  6. Realmente a mais pura verdade.
    Acho que algumas pessoas devem rever completamente seus conceitos antes de saírem culpando a todos pela sua situação.
    Bjs.

    :-)

    ResponderExcluir

Oieeee...
Neste blogspot o livre arbítrio está ativado, ok!?

Obrigada por seu comentário!
Irei retribuir o mais breve possível.