22 agosto, 2008

Traçando Objetivos


Nesses vários lances que a vida nos dá, descobri mais uma doença e já não me assusto. O nome da minha hospede é Endometriose. Ela se encontra em ótimas instalações, as melhores desse país, se é que me entende. Bom, ‘E qual é o problema’?
Minha mãe e meu namorado pesquisaram sobre o assunto, eu mesma, nada. Sempre estou desligada da vida. Continuando... Mamãe comentou comigo que era incurável, que tava explicado o motivo das dores fortíssimas no período menstrual, que até o momento eram apenas cólicas menstruais, pensamos. Mamãe concluiu dizendo que eu estava frita porque doía muito. GRANDE coisa, como se eu já não soubesse disso.
Meu namorado perguntou se eu já tinha pesquisado sobre o assunto e neguei, pois realmente ainda não pesquisei. Foi quando ele começou a conversar comigo sobre as coisas que ele descobriu. De acordo com sua pesquisa, 20% das mulheres apenas sentem muita dor, mas 60% delas tendem a ser inférteis.
Explicando em miúdos como isso soa em minha mente é complicado. Eu nunca fui o tipo de menina que sonhava entrar na igreja de véu e grinalda e ter filhos, pelo contrário, faço o gênero super-protetora e o fato de pensar em colocar um filho no mundo sempre me assustou pelo seguinte: ‘Se eu morrer cedo, quem vai cuidar dele/dela?’. O fato de morrer, cedo ou tarde, e deixar um filho nesse mundo onde a tendência é de piorar cada vez mais, sinceramente me assusta.
O ponto mais complicado disso tudo é meu namorado, pois embora eu nunca tenha sonhado em construir efetivamente uma família, é o sonho dele. A partir do momento que eu compartilhei minha vida com ele, seus sonhos e objetivos passaram a ser meus também. Mudei por causa dele. E é engraçado porque jamais acreditei que alguém pudesse mudar por amor a algo ou alguém, e eu mudei.
Bem ou mal, não deixo de pensar que posso estar dentre os 60%. Já não sei posso alcançar os objetivos que juntos traçamos, não está mais nas minhas mãos. São por essas e outras que costumam dizer que sou fria, numa situação como essa, sou uma mulher que dá liberdade para o companheiro seguir o que achar conveniente, mesmo que não seja junto à mim. Cada um precisa ter um rumo na vida e se de alguma forma esses objetivos se romperem, temos o direito de mudar a rota para alcançarmos nosso objetivo. Mesmo que esta nova rota não seja a mais satisfatória para ambos, da mesma forma que podemos abrir mão de algum objetivo em busca de outro. Fica a dúvida no ar, mas certamente neste caso, seja qual for o objetivo, será muito bem escolhido para ambos.

3 comentários:

  1. Oi meu amor,
    bom, primeiro quero dizer que te amo de todo o meu coração.

    Nesses lances da vida como você diz ^^

    Eu encontrei você, que mudou minha vida, mudou minha história assim como eu mudei a sua, e você pode ter certeza que nada do que possa acontecer, poderá mudar esse quadro e também nunca será mais forte do que há entre nós.

    E daí se você for uma das 60%? Eu ja fiz minha escolha a 2 anos atrás, e é com você que quero viver o resto da minha vida, com filhos ou não. Assim como me você me apia nas minhas escolhas eu estou aqui para te apioar até o fim.

    Sabe essas alianças que carregamos aqui no dedo? Então, quero levar ela pro resto da minha vida aqui, simbolizando nossa união, e que quando eu morrer eu quero ser enterrado com ela.

    Meu amor, você é tudo pra mim tá? Como eu ja disse, minha escolha foi feita a 2 anos atrás, é com você que quero compartilhar minha VIDA! Pois você é minha VIDA!

    Se você for uma das 60% irei continuar te amando a cada dia mais, não vai ser essa doença que irá nos separar ou fazer o meu amor diminuir, mto pelo contrário a cada dia que passa te amo mais, e pode ter certeza não a nada melhor pra mim do que estar com você e é assim que vai ser, até o fim... EU E VOCÊ!!!!!

    EU TE AMOOOO ETERNAMENTE E NADA PODE MUDAR!!!!

    ;***

    ResponderExcluir
  2. Meu amor, mais uma coisa...
    o meu post no nosso blog também está de acordo com nosso amor.

    Leia tb.

    Te amooo!!!
    Beijos!

    ResponderExcluir
  3. o maluco...
    mete a porrada nela pra ela parar de falar merda!

    ResponderExcluir

Oieeee...
Neste blogspot o livre arbítrio está ativado, ok!?

Obrigada por seu comentário!
Irei retribuir o mais breve possível.