11 dezembro, 2007

A ANTA


Esta é uma história verídica do suporte de uma empresa famosa de São Paulo. Não precisaria dizer que a pessoa que trabalhava no suporte foi demitida, mas ela está movendo um processo contra a organização, que a demitiu por justa causa. Segue o diálogo que gerou a demissão, entre o ex-funcionário e um cliente da empresa:

Help Desk assistência, posso ajudar?
Sim, bem... estou tendo problemas com o Word.

Que tipo de problema?
Bem, eu estava digitando e, de repente, todas as palavras sumiram.

Sumiram?
Elas desapareceram.

Hum... o que aparece na sua tela?
Nada.

Nada?
Está preta. Não aceita nada que eu digite.

Você ainda está no Word ou já saiu?
Como posso saber?

Você vê o prompt C: na tela?
O que é esse prompiti?

Esquece. Você consegue mover o cursor pela tela?
Não há cursor algum. Eu te disse, ele não aceita nada que eu digite.

Seu monitor tem um indicador de força?
O que é um monitor?

É essa tela que se parece com uma TV. Ele tem uma luzinha que diz quando está ligado?
Não sei.

Bom, olhe atrás do monitor, então. Veja onde está ligado o cabo de força. Você consegue fazer isso?
Acho que sim.

Ótimo. Siga para onde vai o cabo e me diga se ele está na tomada.
Tá sim.

Atrás do monitor, você reparou que existem dois cabos?
Não.

Bom, eles estão aí. Preciso que você olhe e ache o outro cabo.
OK. Achei.

Siga-o e veja se está bem conectado na parte traseira do computador.
Não alcanço!

Hum. Você consegue ver se está?
Não.

Mesmo se você se ajoelhar ou se debruçar sobre ele?
Ah, não, tá muito escuro aqui!

Escuro?
Sim, a luz do escritório tá desligada, e a única luz que eu tenho vem da janela, lá do outro lado.

Bom, ligue a luz então!
Não posso.

Por que não?
Porque estamos sem luz.

Estão... sem luz?

.!.!.PAUSA LONGA.!.!.

Ah! OK, descobrimos o problema agora. Você ainda tem as caixas e os manuais que vieram com o seu micro?
Sim, estão no armário.

Bom! Então, você pega tudo, desliga o seu sistema, empacota e leva de volta para a loja.
Sério?? O problema é tão grave assim?

Sim, temo que seja.
Bom, então tá. E o que eu digo na loja?

Diga que você é burro demais pra ter um computador.



Esta história é real, está na Justiça do Trabalho.
Eu não daria resposta inferior a esta, acho até que foi muito educado, e não entendo porque o funcionário foi demitido. Pela santa paciência né!?

Um comentário:

  1. Oi amor,
    Hahuhuauhuahahuahua...

    Ja tinha lido essa história, mto boa ^^

    Pô tem gente que não tem noção cara pqp ahuhauahuahu...
    Coitado do funcionário...

    Te amooooo!!!
    Beijos!!!

    ResponderExcluir

Oieeee...
Neste blogspot o livre arbítrio está ativado, ok!?

Obrigada por seu comentário!
Irei retribuir o mais breve possível.